Em entrevista ao programa Notícias em Debate no canal TVB afiliada a Record, a deputada Ana Perugini ratifica seu compromisso com a disponibilização de recurso, via Emenda Parlamentar, para a construção de quadra poliesportiva no IFSP Câmpus Hortolândia. Nessa entrevista, transmitida no dia 04 de novembro e disponível no portal da emissora, especificamente aos 19’20, ela informou que já está destinado parte do orçamento de 2017, aproximadamente 650 mil reais, para as obras.

O mandato da atual Comissão Própria de Avaliação - CPA irá até o final desse mês de maio.
A pedido da reitoria, necessita-se do levantamento dos interessados de cada setor e se necessário, a eleição para a escolha dos participantes da Comissão da CPA. Sendo assim, considerando o prazo mencionado anteriormente,  solicito que os interessados se manifestem a Direção Geral até o dia  31 de maio de 2016, por meio do e-mail da Coordenadoria de Apoio à Direção (CDI).
 
 
A CPA do câmpus é formada por:
 
- Estudante (um titular e um suplente)
- Docente (um titular e um suplente)
- Técnico-administrativo (um titular e um suplente)
- Sociedade civil (um titular e um suplente).
 
O Reitor expedirá a portaria de nomeação da nova composição da CPA para o biênio 2016/2017.

Atendendo a demanda recorrente da comunidade do câmpus, a prefeitura de Hortolândia, por meio do Departamento de Mobilidade Urbana, órgão vinculado à Secretaria de Planejamento Urbano, foram iniciadas as obras de melhoria no acesso ao câmpus (veja o projeto na íntegra) o que contempla a adequação da passagem de pedestres, implantação do retorno de veículos, adequação do ponto e parada de ônibus e instalação de  novos dispositivos para segurança de pedestres e veículos que trafegam no local. Essa ação é uma resposta do poder público às diversas solicitações da comunidade que por meio da interlocuçao da Direção Geral do Câmpus junto aos  representantes da prefeitura pode ser viabilizada.

A Direção Geral informa por meio do Memorando Circular n° 01 DRG/HTO o prazo para que os setores encaminhem seus projetos que precisem de recursos orçamentários. Caberá a cada setor demandante a elaboração do termo de referência com especificação técnica e respectivos orçamentos (3) para preço obtenção do preço referencial, ou o levantamento das atas de registro preço vigentes com respectivo número de processo no sistema comprasnet do governo federal, ação esta que deve ter preferência por conferir maior agilidade ao processo de compras.
Página 2 de 2