Programação


Consulte aqui os eventos do Diálogos contínuos entre universidade-escola sobre Educação Matemática. Não se esqueça de realizar inscrição nos eventos escolhidos e assinar a lista de presença no dia para garantir o direito ao certificado.

Lembramos também que o evento estará liberado para lista de espera 10 minutos antes do inicio do evento.

Pedimos aos participantes que compareçam ao local do evento de 30 à 10 minutos antes do início para que sua vaga esteja garantida.

09/02/2021 - Terça-feira

Jogos africanos no ensino de matemática - Palestra


Caso você não tenha recebido o certificado deste evento, por favor envie um e-mail para a comissão organizadora, informando nome completo e RG: licmat.ifsphto@gmail.com. 

Tema: palestra jogos africanos.


Nesta palestra apresentamos algumas das atividades do projeto de extensão Jogos Africanos no Ensino de Matemática, desenvolvido na UFBA sob minha coordenação. Iniciamos introduzindo os jogos estudados: Borboleta, Chooko, Dara, Fanorona, Oware, Seega, Senet, Shisima, Tsoro Yematatu, Yoté, dentre outros. Em seguida passamos aos países originários dos jogos e algumas curiosidades sobre estes. Finalizamos mostrando como fazemos a inserção desses jogos no ensino de Matemática.

Mais informações sobre o trabalho da palestrante:

Palestrante: Profa. Dra. Simone Moraes (UFBA)





Vagas: 449 de 500 Local: Canal da Licenciatura em Matemática
Inscrições encerradas Data: 09/02/2021  |  Horário: 21:00  |  Duração aprox.: 90 min.

18/03/2021 - Quinta-feira

Pensamento computacional na Educação Básica: passarei a ensinar Computação ou ainda continuarei ensinando Matemática? - Palestra


O termo pensamento computacional tem ganhado notoriedade nos últimos anos no que tange o seu desenvolvimento na Educação Básica. O termo surgiu na literatura pela primeira vez em Papert (1980), mas foi Wing (2006) que contribuiu para que ele ganhasse visibilidade internacional, ao defini-lo como uma metodologia para resolver problemas, que é definida pela combinação do pensamento crítico com os fundamentos da Computação. Posteriormente, a autora aprofundou sua concepção inserindo a abstração como a essência desse processo (WING, 2008) e considerando que se trata da “automação da abstração e o ato de pensar como um Cientista da Computação” (WING, 2014). Mesmo sem uma definição clara, esse desenvolvimento cognitivo surgiu, em 2018, na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) como uma habilidade a ser desenvolvida na Educação Básica. Atualmente, duas entre dez competências gerais da BNCC apresentam novas relações da tecnologia com o processo de ensino e aprendizagem, sendo uma focada no uso de diferentes linguagens para expressar e compartilhar informações e a outra, focada no uso da tecnologia com um viés crítico.No que se refere às competências e habilidades específicas da Matemática, a tecnologia se faz presente em duas competências dessa unidade curricular. Uma delas indica a articulação de conhecimentos matemáticos com a implicação da tecnologia no mundo do trabalho. A outra, envolve o planejamento e execução de ações que articulam a criação e a utilização de aplicativos e jogos digitais, entre outros recursos. O documento salienta, também, a importância do trabalho com algoritmos e fluxogramas nas aulas de Matemática, associados ao pensamento computacional (Brasil, 2018). Nesse cenário, precisamos refletir sobre a inserção de ações que visem desenvolver o pensamento computacional nos planejamentos das aulas de Matemática para que o seu desenvolvimento na Educação Básica não esteja restrito ao ensino de conceitos e práticas computacionais, mas que vise promover a formação de conceitos matemáticos dos estudantes nos processos de ensino e aprendizagem. Em parceria com outros pesquisadores, temos desenvolvido pesquisas e projetos de extensão universitária em escolas da Educação Básica com o intuito de investigar as possíveis contribuições que o desenvolvimento do pensamento computacional pode trazer para as aulas de Matemática. Nossos olhares estão voltados para aspectos teóricos-metodológicos referentes ao desenvolvimento do psiquismo humano. Desde então, temos fundamentado nossas ações de pesquisas na teoria Histórico-Cultural buscando compreender o desenvolvimento do pensamento computacional de estudantes à luz de seus pressupostos, objetivando a formação de conceitos matemáticos. Assim, concebendo o pensamento computacional como uma estratégia de (re)organização do pensamento, a partir de conhecimentos e práticas da Computação, como a decomposição, reconhecimento de padrões, algoritmo e abstração, para resolver e formular problemas, o objetivo dessa palestra é apresentar e promover reflexões acerca do desenvolvimento do pensamento computacional em aulas de Matemática da Educação Básica, de modo a contribuir com a formação de conceitos.  

Palestrante: Prof. Me. Eliel Constantino da Silva

Filiação: Coordenador de projetos da Foreducation EdTech; Professor do Colégio Internacional Radial; Doutorando em Educação Matemática (UNESP/Rio Claro); Grupo de Pesquisa em Informática, Outras Mídias e Educação Matemática (GPIMEM) 

Mini Bibliografia:

Doutorando e Mestre em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP/Campus Rio Claro). Licenciado e Bacharel em Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP/Campus Presidente Prudente, Brasil) e pela Universidade do Minho (Portugal), respectivamente. Membro do Grupo de Pesquisa em Informática, outras Mídias e Educação Matemática (GPIMEM/UNESP - Rio Claro). É coordenador de projetos da Foreducation EdTech, professor do Colégio Internacional Radial, professor de pós-graduação lato sensu, na modalidade EaD, da UniAraguaia, elaborador de material didático, Google Educator (Nível 1 e Nível 2), membro do Comitê Técnico Científico da Atena Editora e realiza ações de formação de professores sobre o uso de tecnologias na Educação. Desenvolve pesquisas relacionadas ao uso de tecnologias na Educação Matemática, tendo interesse, principalmente, pelos seguintes temas: Educação Matemática, Pensamento Computacional, Robótica, Programação Computacional, Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação na Educação, Ensino e Aprendizagem, Teoria Histórico-Cultural, Formação de conceitos e Formação de Professor de Matemática.

Vagas: 452 de 500 Local: Canal da Matemática
Inscrições encerradas Data: 18/03/2021  |  Horário: 19:00  |  Duração aprox.: 90 min.

05/05/2021 - Quarta-feira

A Reforma do Ensino Médio e algumas implicações para Educação Básica - Palestra


Palestrante: Prof. Dr. Mauro Sala (IFSP/ Hortolândia).

Vagas: 348 de 400 Local: Canal da Licenciatura em Matemática no YouTube
Inscrições encerradas Data: 05/05/2021  |  Horário: 19:00  |  Duração aprox.: 120 min.

30/06/2021 - Quarta-feira

Aritmética das Frações Adotadas no Egito Antigo - Palestra


Aritmética das Frações Adotadas no Egito Antigo


Palestrante: Prof. Dr. João Sampaio (UFSCar)

Professor de matemática desde 1974, professor na UFSCar desde 1977. Formou-se em Licenciatura em Matemática em sua cidade natal, São José do Rio Preto, em 1976, na Faculdade de Filosofia, hoje IBILCE-UNESP. Mestre em Matemática pelo ICMSC-USP de São Carlos em 1979. Doutor em Matemática pela Universidade Estadual de New Jersey, EUA, em 1987. Casado com Elsa, pai de Pedro e Joana e avô de Samael.







Vagas: 469 de 500 Local: Canal da Licenciatura
Inscrições encerradas Data: 30/06/2021  |  Horário: 11:23  |  Duração aprox.: 90 min.

23/07/2021 - Sexta-feira

PROFESSORAS E PROFESSORES QUE ENSINAM MATEMÁTICA EM CYBERFORMAÇÃO: APRENDIZAGENS DOCENTES POR MEIO DO TRABALHO COM VÍDEOS - Palestra


Palestrante: Profa. Ma. Marília de Souza (IFSP/HTO)


Resumo: 

Nesta palestra vou
apresentar um recorte da minha pesquisa de doutorado que está em andamento, que
visa compreender as aprendizagens docentes situadas em um contexto de
Cyberformação focado no trabalho com vídeos. O vídeo é um dos recursos digitais
que pode atuar como porta de entrada para as Tecnologias Digitais (TD) nos
processos de ensino e de aprendizagem, porém, a discussão sobre como inseri-lo
efetivamente em atividades matemáticas não é muito oportunizada em ações de
formação docente. A proposta da Cyberformação é uma concepção de formação com
professoras e professores que compreende o trabalho com TD como partícipes da
constituição do conhecimento, não se valendo de seu uso como ferramenta para
agilizar os processos ou como motivação para o ensino. Essa proposta de
formação busca oferecer situações de aprendizagem docente a partir do
entrelaçamento contínuo das dimensões que a constituem, como a matemática,
pedagógica, tecnológica, social, política, entre tantas outras. Baseada nessa
concepção, foi elaborado um curso de extensão para professoras e professores
que ensinam matemática, que recebeu o nome de ‘Vídeos do Youtube no
Ensino de Matemática’. O curso contou com duas edições (2019 e 2020) e ocorreu no
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), câmpus
Hortolândia. A partir de algumas práticas estabelecidas no curso, vou relatar
como se deu o desenvolvimento de sua 1ª edição (2019) e, assim, destacar
indícios de aprendizagens docentes das professoras e professores participantes,
incluindo as minhas, enquanto formadora-pesquisadora-professora que está em
constate processo de formação.



 



Mini-currículo:



Professora de Matemática
do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Câmpus Hortolândia, atuando na
Educação Básica, Superior e Formação de Professores. Graduada em Matemática
Aplicada e Computacional (2005) e em Licenciatura em Matemática pela
Universidade Estadual de Campinas (2008) e Mestra em Matemática pelo Programa
em rede nacional - PROFMAT (2014), realizado na Unicamp. Atuou como professora
do Ensino Fundamental Anos Finais e Médio, e em projetos interdisciplinares e
de educação não-formal. Atualmente é doutoranda em Ensino de Matemática pelo
PECIM - Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática, UNICAMP,
em que pesquisa formação de professores com tecnologias, em especial vídeos
digitais, e é membro do Grupo de Pesquisa em Educação Matemática e Tecnologia
(GPEMATEC-IFSP), do Grupo de Pesquisa PECIMAT: Tecnologias Digitais em Educação
Matemática (UNICAMP).



Vagas: 484 de 500 Local: Canal da Licenciatura em Matemática
Inscrições encerradas Data: 23/07/2021  |  Horário: 19:00  |  Duração aprox.: 150 min.

22/09/2021 - Quarta-feira

A abordagem de Análise Combinatória segundo a BNCC : construção de um material didático - Palestra



Palestrantes:

Profa. Dra. Kênia Silva (IFSP/HTO)
Profa. Dra. Elen Spreafico (UFMS)


Resumo:

O Livro Aberto de Matemática é um projeto da OBMEP/IMPA, desenvolvido pela Associação Livro Aberto com o financiamento da Fundação Itaú Social e contou, também, com apoio das seguintes instituições: UNIRIO, UFF, Pibid/UFF, UFRJ, CP2 e Secretaria de Educação de Mesquita e Angras dos Reis. (
https://umlivroaberto.org/o-projeto/).

Entre as produções relacionadas ao Ensino médio está o livro de Análise Combinatória. O material trata da habilidade EM13MAT310 : resolver e elaborar problemas de contagem envolvendo diferentes tipos de agrupamento de elementos, por meio dos princípios multiplicativo e aditivo, recorrendo a estratégias diversas, como o diagrama de árvore.

Neste sentido, propomos a construção dos conceitos fundamentais para os problemas de contagem: Princípio Aditivo e Princípio Multiplicativo, utilizando a resolução e elaboração de problemas envolvendo os vários tipos de agrupamentos existentes, e recorrendo a várias abordagens de representação, tendo como uma característica a não apresentação de fórmulas de contagem no material versão aluno.

O objetivo desta live é apresentar o material e a proposta de oficinas para formação docente.





Vagas: 468 de 500 Local: Canal da Licenciatura
Inscrições encerradas Data: 22/09/2021  |  Horário: 19:00  |  Duração aprox.: 90 min.

20/10/2021 - Quarta-feira

Dimensões possíveis na construção de um trabalho colaborativo em Educação Matemática - Palestra


Palestrantes:

Profa. Dra. Zionice Garbelini Martos Rodrigues - IFSP - Câmpus Birigui
Profa. Dra. Luciane Quintiliano - IFSULDEMINAS - Câmpus Pouso Alegre

Para receber cerificação é preciso fazer inscrição e assinar a lista de presença.

Resumo:

Esse momento de formação tem como objetivo apresentar um histórico das ações desenvolvidas por um grupo colaborativo que se iniciou no ano de 2014 no espaço físico no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, campus Birigui-SP. E mostrar ações desenvolvidas pelo grupo atualmente, bem como os benefícios das práticas colaborativas para a integração tanto da comunidade de professores quanto dos futuros professores junto à universidade.


Vagas: 480 de 500 Local: Canal da Licenciatura
Inscrições encerradas Data: 20/10/2021  |  Horário: 23:40  |  Duração aprox.: 90 min.

16/05/2022 - Segunda-feira

V Semana da Educação Matemática - Palestra


Evento encerrado. Aconteceu nos dias 16, 17 e 18 de maio de 2022.

A divulgação do evento aconteceu o seguinte site: https://www.even3.com.br/vsem2022/. A certificação estará liberada a partir do dia 18 de junho, no mesmo site, para os inscritos que estiveram presentes.

Vagas: 400 de 400 Local: IFSP - Câmpus Hortolândia
Inscrições encerradas Data: 16/05/2022  |  Horário: 20:16  |  Duração aprox.: 150 min.

11/06/2022 - Sábado

MATRIZES PARA TODOS: uma perspectiva de ensino inclusivo - Oficina


OFICINA SUSPENSA


Por conta do aumento considerável do número de casos de Covid-19, o Câmpus Hortolândia não manterá as atividades presenciais aos sábados até o fim do primeiro semestre letivo.

Portanto, a Oficina - Matrizes para todos: uma perspectiva de ensino inclusivo foi suspensa e a nova data será divulgada em breve. 

Palestrante: Profa. Célia Regina Roncato

Data: 11/06/2022
Local: IFSP - Câmpus Hortolândia

Protocolo:
Para a entrada no Câmpus, é preciso se identificar na portaria, com a comprovação de vacinação (digital ou físico) ou de teste negativo nas últimas 72 horas. Também é preciso usar máscaras nos locais fechados do Câmpus.

Resumo:
Ao iniciarmos as discussões relacionadas à inclusão, precisamos pensar: incluir quem? O autor Ole Skovsmose conceitua a educação inclusiva como uma educação que tenta estabelecer o encontro entre diferenças. Podemos pensar a sala de aula como o encontro entre diferentes religiões, diferentes etnias, diferentes formas de estar no mundo. Desta forma, propõe-se com a oficina, discutir a possibilidade de pensarmos a sala de aula como um espaço que estabelece o encontro entre diferenças e, neste caso, apresentar alguns conceitos e propriedades de matrizes, que possam envolver a todos em sala de aula, no encontro entre diferenças.

Mini currículo da palestrante:

Doutora em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista – Unesp – Rio Claro, mestrado em Educação Matemática pela Universidade Anhanguera de São Paulo, Especialização em Libras: Educação Bilíngue para Surdos pelo Centro Universitário Padre Anchieta, Graduação em Matemática pela Universidade São Francisco. Professora adjunta da Universidade Paulista Unip e Professora Substituta do IFSP Hortolândia. Tem experiência na área de ensino e aprendizagem de Matemática, atuando principalmente: Educação matemática e Educação Especial na Perspectiva Inclusiva.
E-mail: celia.roncato@yahoo.co
m.br
CV: http://lattes.cnpq.br/7645512199834626







Vagas: 36 de 40 Local: IFSP - Câmpus Hortolândia
Inscrições encerradas Data: 11/06/2022  |  Horário: 20:21  |  Duração aprox.: 180 min.

25/06/2022 - Sábado

Apreciar, aprender e ensinar Matemática - privilégios e desafios da matemática aplicada. - Palestra


Palestrante: Prof. Dr. Samuel Rocha (UNICAMP)
Data: 25/06/2022
Horário: 10 às 12h

Resumo: 

Vamos apresentar um pouco da beleza da Matemática em alguns exemplos, enfatizando as muitas formas de aprender os conceitos, os padrões e sua a estrutura lógica. Vamos também oferecer algumas estratégias de estudos e mostrar que o domínio da linguagem, das ferramentas e das aplicações da matemática têm grande impacto no desenvolvimento cidadão, profissional e pessoal. No entanto, a aprendizagem da matemática tem-se mostrada dificultada por vários motivos. Vamos abordar alguns, sem a pretensão de superá-los todos, pois o avanço da educação matemática será obtido por trabalhos colaborativos com efeitos transformativos da sociedade.




Vagas: 223 de 250 Local: Canal da Licenciatura em Matemática
Inscrições encerradas Data: 25/06/2022  |  Horário: 10:00  |  Duração aprox.: 120 min.

22/08/2022 - Segunda-feira

Formação Docente na Relação Universidade-Escola: reflexões e socialização de experiência - Palestra


Palestrantes:

Profa. Dra. Ana Paula Barros (IFSP/HTO)

Prof. Allan Clayton Santos (SEDUC-SP; Lic.no IFSP/HTO)

O objetivo deste diálogo é
fomentar reflexões sobre as possibilidades de ações docentes que visam a
formação do(a) professor(a) em exercício e do(a) professor(a) em formação inicial,
de forma que as práticas e teorias compartilhadas sejam ressignificadas, e que novos
sentidos e aprendizados sejam produzidos pelos envolvidos. Assim, a conversa
será pautada em perspectivas teóricas que nos ajudam a compreender o que são e
como ocorrem aprendizagens docentes, em experiências do projeto de extensão “diálogos
contínuos entre universidade-escola sobre Educação Matemática: a teoria e a
prática na formação docente” e em uma experiência de Iniciação Científica que
ocorreu numa parceria entre o Instituto Federal de Educação, Ciência e
Tecnologia de São Paulo, Câmpus Hortolândia, e a Escola Estadual de Ensino
Médio Integral Professora Liomar Freitas Câmara. Tal experiência de pesquisa,
culminou na publicação de um trabalho com foco nas “potencialidades de uma
tarefa com produção de vídeo planejada no contexto do ensino remoto emergencial”,
o qual nos ajuda a refletir sobre as aprendizagens docentes quando a complexidade
da sala de aula é considerada e sobre algumas possibilidades do ensino com a
tecnologia.




Vagas: 89 de 100 Local: PEI Professora Liomar Freitas Câmara
Inscrições encerradas Data: 22/08/2022  |  Horário: 19:45  |  Duração aprox.: 100 min.

21/09/2022 - Quarta-feira

Um Olhar para a Escola sob a Perspectiva de Pessoas com Deficiência e seus Familiares - Palestra


Dia: 21/09

Horário: 17h10
Tema: Um Olhar para a Escola sob a Perspectiva de Pessoas com Deficiência e seus Familiares
Palestrantes: 
Júlio (pai), Lucas (filho) e Eliani (mãe).
Honório Neto (pai do Isaque, psicanalista e professor).
Para a certificação é necessário se inscrever na atividade e assinar a lista de presença.




Vagas: 194 de 200 Local: Auditório do IFSP - Câmpus Hortolândia
Inscrições encerradas Data: 21/09/2022  |  Horário: 17:10  |  Duração aprox.: 180 min.

O Processo de Construção de uma Escola Inclusiva sob a Perspectiva de Profissionais do Atendimento Educacional Especializado - Palestra


Data: 21/09

Horário: 19h30 às 21h30
Palestrantes:
Profa. Rogério Lopes (SEDUC-SP/ UNASP)
Para a certificação é necessário se inscrever na atividade e assinar a lista de presença.
Estudantes do período noturno devem seguir as orientações dos professores responsáveis pelas aulas do dia.


Vagas: 179 de 200 Local: Auditório do IFSP - Câmpus Hortolândia
Inscrições encerradas Data: 21/09/2022  |  Horário: 19:30  |  Duração aprox.: 180 min.


 
Diálogos contínuos entre universidade-escola sobre Educação Matemática
© 2022 - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, Câmpus Hortolândia
Desenvolvido por Equipe